O valor da Yoga para mulheres

O valor da yoga para mulheres - CapaConhecida como a ciência da sabedoria universal, a Yoga traz sempre bem estar físico, mental, espiritual e muitos outros benefícios.  Algo que encaixa perfeitamente em qualquer fase da vida da mulher que a pratica regularmente.

A criança fica mais tranquila, a adolescente aprende a lidar com o turbilhão de emoções provocadas pelas alterações hormonais dessa fase de transição. Na fase adulta a mulher conta com os benefícios da Yoga para enfrentar situações de estresse, equilíbrio na gravidez, e nos conturbados momentos da menopausa conquistando boa saúde em todos os aspectos. A diminuição dos sintomas podem ser percebidos logo nos primeiros trinta dias de prática.

Os benefícios da Yoga para a mulher

Problemas de saúde como diabetes, dores nas costas e coluna, problemas cardiovasculares, hipertensão, ansiedade, depressão, dores musculares, mau funcionamento intestinal, são controlados.

Alguns deles até desaparecem definitivamente depois de algum tempo de prática da Yoga. Assim, a mulher ganha mais autoconfiança, paz interior, bom humor, disposição para enfrentar qualquer desafio.

  • Alivia a dor na lombar, comum nas mulheres antes da menstruação, durante a gravidez e próximo à menopausa.
  • Regula e alivia a ansiedade e depressão, comuns “naquele período”.
  • Fortalece os músculos abdominais, reduzindo problemas regulares nas mulheres relacionados ao “baixo ventre”.
  • Melhora o humor no cotidiano, pois ameniza os sintomas da TPM.

O valor da yoga para mulheres - TPMDurante a TPM

A prática regular de Yoga atenua os sintomas da TPM ao submeter as respostas do sistema nervoso, que passam por uma verdadeira tempestade durante essa época do mês, a auto-análise. Quem está acostumado a observar o próprio corpo durante a prática de Yoga não sentirá dificuldade em guardar distância frente às mudanças decorrentes das alterações hormonais neste período e terá melhores condições de administrá-las durante os momentos de crise. Esse entendimento vale tanto para ela quanto para quem convive com ela – clique aqui e veja artigo sobre o assunto.

O valor da yoga para mulheres - GravidezNa Gestação

A yoga durante a gestação enfatize a criação de um ambiente psicoemocional sereno para a mulher grávida e seu bebê. Diminui o estresse e ensina a relaxar e respirar durante situações difíceis ou desafiadoras.

Ajuda também no desenvolvimento de uma consciência corporal, força, flexibilidade, resistência e capacidade respiratória. Tudo que a gestante precisará durante o parto e que pode prevenir condições para que elas não venham a ser crônicas no pós-parto.

Yoga para todos, mas com ajustes

Yoga é para todos. Ninguém está excluído. Homens, mulheres, crianças, idosos ou pessoas doentes ou deficientes, não importa, o caminho do yoga é aberto a todos. No entanto, deve ser praticado de acordo com a capacidade física, mental e espiritual de cada um.

Yoga é uma, mas mulheres e homens diferem uns dos outros. Isso não significa que a ioga é diferente para um determinado tipo de corpo, mas a capacidade é diferente para cada pessoa. É apenas uma questão de como se adaptar a prática para que ela traga um equilíbrio adequado. Então, devemos entender o fato da necessidade da adoção de ajustes na prática para homens, mulheres, crianças, idosos, etc.

 O valor da yoga para mulheres - para todosNamastê.

🙂

 

Fontes: The Art of Living – Diário Feminino – Yoga para Gestantes – Yvengar Yoga

Para ler: O Casamento do Espirito

O Casamento do Espirito - opostosSinopse

Em 1971 na África do Sul, durante jantar com amigos, uma jovem artista sul-africana envolveu-se em uma discussão com seu marido (um médico) e seus convidados sobre os méritos da arte versus ciência. Em um ‘insight’, ela compreendeu que não havia uma diferença intrínseca entre ambas; que tanto arte como ciência provinham da mesma fonte e expressavam a mesma essência. Percebeu também que opiniões tão diversas estavam intrinsecamente ligadas às lutas de polaridadesfeminino-masculino, intuição-lógica, certo-errado – em um país marcado pela segregação racial.

Na manhã seguinte, enquanto pintava em seu estúdio, Leslie Temple-Thurston teve a compreensão clara de que seus insights da noite anterior eram verdadeiros. Encontrou-se em um estado denominado de Unicidade. À medida que documentava suas impressões, a Unidade inata que permeia todas as dualidades que conhecemos neste mundo foi tornando-se cada vez mais clara.

Leslie Temple-Thurston - autora

Leslie Temple-Thurston – autora

Após três semanas, enquanto ainda lutava com esses conceitos, ela descobriu que estava grávida de sua primeira filha e passou a se preocupar com questões mais imediatas. Após sua mudança para Los Angeles, Leslie começou a focar em sua jornada espiritual interna. Lendo os pioneiros da nova psicologia espiritual e trabalhando com dois líderes espirituais, Leslie Temple-Thurston conseguiu inserir sua experiência de Unidade no contexto das antigas tradições de yoga e nas modernas tradições espirituais.

Em Los Angeles, uma das cidades mais complexas e polarizadas do mundo moderno, que Leslie iniciou, segundo a tradição dos yogues indianos e tibetanos, sua “experiência de caverna”. Ela buscava manter a experiência de Unidade como um estado permanente. 

Depois de dois anos de total reclusão e profunda meditação, Leslie experimentou a completa dissolução de sua velha identidade e um profundo despertar espiritual. Em 1988, Leslie Temple-Thurston realizou seu primeiro seminário sobre o conjunto de princípios e técnicas de “processamento” usados durante e anteriormente à sua “experiência de caverna”.

As raízes desses princípios encontram-se em ensinamentos antigos de reconciliação e unificação de opostos, como no símbolo Yang-Ying do taoísmo chinês, na união de Shiva e Shakti do yoga tântrico, no princípio budista do equilíbrio, e até mesmo no Evangelho.

O Casamento do Espírito - capa livroNo entanto, as técnicas de “O Casamento do Espírito”, filtradas através do pensamento psicológico moderno e das experiências de vida da própria autora, renascem em uma forma original, simples e eficaz, destinadas especialmente para os buscadores contemporâneos da espiritualidade. O objetivo é recriar equilíbrio e harmonia na vida diária.

Leslie Temple-Thurston é uma mística contemporânea, que apresenta neste livro, importantes técnicas que nos ajudam a acelerar o caminho do despertar espiritual e a viver a verdadeira expressão de nossa natureza divina. Em um mundo marcado pela polarização, essa obra concede a esperança de um terceiro caminho, o da Unidade na diversidade.

Portas abertas para saúde: Celina Lemos

Portas abertas para a saúde - Celina

Trouxe na mala meu mat – Celina Lemos, aluna Espaço Virya

Queremos apresentar o real potencial do Espaço Virya, demonstrando suas atividades psicofísicas. Um convite para conhecer melhor nossa equipe, estrutura de atendimento e também, entender os principais motivos de nossos alunos buscarem nossa ajuda.

Celina Lemos mora em Recife, onde é médica residente em cirurgia geral. Durante um período em São Paulo, optou por aulas de Yoga para aliviar a “tensão pré-prova de residência”. Aqui ela nos conta mais sobre essa experiência em passagem por terras paulistanas.

Explique-nos um pouco sobre como nasceu o contato com a Yoga, tempo que conheceu nosso espaço e os principais motivos de procurar nosso apoio psicofísico.

Iniciei a prática de Yoga há mais ou menos nove anos, mas tive períodos intermitentes sem praticar. Principalmente pela dificuldade de conciliar meus horários no hospital e as aulas. Fui aconselhada a praticar Yoga durante o período de vestibular, melhorando minha concentração e diminuindo a ansiedade durante aquela fase de minha vida. 

Moro em Recife, mas venho à São Paulo mensalmente. Nesse mês de novembro tirei férias e conciliei meus estudos para fazer provas para concorrer à uma residência médica aqui na cidade. Assim, tive a ideia de trazer a Yoga de novo para aliviar o stress que temos no período preparatório para esse processo.

Sempre que venho para cá, fico hospedada próximo ao Espaço Virya. Então, me programei para realizar Yoga durante esse tempo e trouxe na mala meu mat (tapete de Yoga).

Quais são os benefícios adquiridos durante esse período na prática de Yoga? O que essa atividade trouxe para seu cotidiano?

Yoga é extremamente prazerosa e, com o tempo, comecei a notar os benefícios da prática em meu corpo e mente.

Fiquei encantada com a prática de yoga e acredito que me ajudou muito. Conquistei meu objetivo, já que me mantive mais tranquila, serena e concentrada; além de me sentir com um preparo físico melhor.

Na verdade, a yoga é ideal para todas os momentos, sempre. A única dificuldade está em manter uma prática constante e permanente com minha vida agitada.

Claro, que não podemos esquecer da orientação de um profissional capacitado, pois são muitos detalhes de atenção em cada postura.

Namastê!

😉

Para ouvir na prática de Yoga – Vol 2

Para ouvir na prática de Yoga - Vol 2Trazemos mais uma de nossas propostas para músicas na prática de Yoga.

Abaixo, separamos uma nova sequência musical. Com um pouco menos de trinta minutos, pode ser usada para sequencias curtas em casa, finalizando com um relaxamento.

Dê play e boa prática.

 

Acesse também: Prática de Yoga – Vol 1

Namastê!

😉

Portas abertas para a saúde: Mauro Galasso

Descobri uma prática que vai comigo onde eu for - Mauro Galasso, aluno Espaço Virya.

Descobri uma prática que vai comigo onde eu for – Mauro Galasso, aluno Espaço Virya.

Trata-se de uma Iniciativa para apresentar o real potencial do Espaço Virya, demonstrando suas atividades psicofísicas. Funciona como um convite para conhecer melhor nossa equipe e estrutura de atendimento.

Nesse primeiro artigo o aluno Mauro Galasso (41), que é professor universitário e gestor de conteúdo para mídias, fala mais sobre suas descobertas com a prática de Yoga.

Explique um pouco sobre os motivos de buscar nossa ajuda: tempo que conheceu nosso espaço e os principais motivos de procurar nosso apoio psicofísico.

Comecei a praticar Yoga aqui no Espaço Virya em novembro de 2012. Buscava algo que promovesse bastante alongamento, já que trabalho muito tempo sentado e o incômodo nas costas e dores nos punhos (digitação) eram pontos que me incomodavam cada vez mais.

Depois de nadar, pedalar, correr e musculação, não me encaixava mais nessa modalidades de exercícios. Sentia-me insatisfeito e desanimado em enfrentar academias. Vim para uma aula experimental por indicação de um ortopedista e logo nas primeiras aulas percebi meu desejo em investir nessa prática.

Quais são os benefícios adquiridos durante esse período na prática de Yoga? O que essa atividade trouxe para seu cotidiano?

Primeiro, acho que tem haver com meu pensamento sobre a prática em si. Antes achava uma atividade distante de minhas habilidades motoras, pois do pouco que sabia sobre Yoga, me vinha a mente um grau de dificuldade em equilíbrio e força. Passado dois anos, vejo que tem sido uma questão de elevar a confiança em mim.

Em segundo, as dores nas costas foram aliviadas a partir do momento que, aprendi mais sobre os detalhes de cada postura ou sequência de exercícios. Importante perceber meus limites e a capacidade de meu corpo e mente. Compreendo melhor o processo de alongamento e fortalecimento simultâneo de todos os músculos. Aprendi que pessoas como eu, que trabalham muito tempo sentado, inibem a atividade de uma série de músculos por todo o corpo.

Em terceiro, descobri uma prática que vai comigo onde eu for. Agora enxergo Yoga desde o espreguiçar de manhã ainda na cama, até na postura para trabalhar ou dirigir. Já tive oportunidade de realizar algumas sequencias de alongamento durante viagens e até mesmo na praia. Quero agora conquistar a disciplina de inserir 30 minutos de prática em casa, intercalando com as aulas aqui no Espaço Virya.

Quero que a Yoga seja parte de minha vida daqui pra frente.

Namastê.

Posturas de Yoga para aliviar a rigidez no quadril

Seis posturas para abertura de quadril - capaPor: Roberta Thomaz

Se você passa muito tempo sentado, provavelmente sente dores na altura da bacia e na base das costas. Com estas duas sequências, você exercitará suavemente os quadris, liberando também a tensão na região lombar e nas pernas.

Dividido em dois blocos de exercícios, podem ser usados separadamente (alternando um a cada dia), como também sendo feito em sequência, caso tenha mais tempo para dedicar.

Incorpore à sua prática diária e notará bons resultados.

 

Seis Posturas de Yoga para aliviar a rigidez do quadril

PRANCHA A

1 - quadril_prancha_A

  1. Supta baddakonasana – Você pode modificar a postura posicionando bloquinhos, livros ou uma coberta dobrada embaixo dos joelhos, dando suporte às pernas. Permanência de 5-10 respirações longas.
  1. Agnistambhasana – Não se preocupe caso não consiga posicionar o joelho no topo do seu pé e vice-versa – apenas faça o melhor possível. Não esqueça de flexionar os pés para proteger os tornozelos. Permanência de 5-10 respirações longas.
  1. Agnistambhasana com extensão – Partindo da postura 2, ponta dos dedos à frente, mantenha as escápulas uma em direção a outra. Em seguida, troque o cruzamento das pernas e repita as posturas 2 e 3. Permanência de 5-10 respirações longas.
  1. Ananda Balasana alternando as pernas – Segurando a borda externa do pé, convide a coxa a se aproximar do tronco ou da lateral dele. Permanência de 5-10 respirações longas para cada perna.
  1. Malasana – Pode ser feita com a planta dos pés no chão ou modifique vindo para a ponta dos pés. Com as mãos em prece, pressione os cotovelos em direção às pernas e pressione-as para afastá-las. Permanência de 5-10 respirações longas.
  1. Eka Pada Raja Kapotasana – Trabalha os flexores do quadril e também a abertura do peito. Permanência de 5-10 respirações longas para cada lado.

 

Seis Posturas de Yoga para o quadril externo

PRANCHA B

2 - quadril_prancha_B

  1. Gomukasana – aqui mostro sem a variação nos braços. Querendo aprofundar a postura, leve o tronco na direção das pernas. Permanência de 5-10 respirações longas para cada lado.
  1. Supta Padangusthasana – variação usando cinto. Postura passiva que parece não ter efeito pela facilidade na execução, mas na verdade é o oposto. Permite que você relaxe e deixe o alongamento acontecer. Permanência de 5-10 respirações longas para cada lado.
  1. Utthan Pristhasana – variação deixando a perna cair para a lateral, deixando o pé de lado. Caso não chegue com os antebraços, mantenha as palmas das mãos no chão. Permanência de 5-10 respirações longas para cada lado.
  1. Eka Pada Raja Kapotasana – Trabalha flexores do quadril e abertura do peito. Outra variação é soltar o tronco em cima da perna que está a frente e estender os braços ou apoiar a testa sobre as mãos. Permanência de 5-10 respirações longas para cada lado.
  1. Parivrtta Trikonasana – Caso não alcance a palma da mão no chão, use as pontas dos dedos (ou um bloquinho). Sentindo incomodo na cervical, mantenha o olhar à frente ou para o chão. Se estiver acostumado com a postura, olhe em direção ao polegar da mão que aponta para o céu. Permanência de 3-5 respirações para cada lado.
  1. Uttanasana variação com as pernas cruzadas – Fique ereto com as pernas cruzadas, pés paralelos (juntos ou afastados) e joelhos levemente flexionados. Flexione o tronco para baixo, trazendo-o na direção das pernas. Permanência de 5-10 respirações longas e troque o cruzamento das pernas.

 

*Lembre-se: em caso de dúvida, consulte seu instrutor. Sempre respeite os limites do seu corpo.

 

Namastê! 🙂

 

Vídeo mostra raio X do corpo durante as posturas de Yoga

Como fica o esqueleto durante a Yoga - capa

Com o nome “Raio X do corpo em movimento – Yoga” (tradução livre), vídeo em 3D recria a situação do esqueleto humano durante as principais posturas da Yoga.

As imagens surpreendem por mostrar claramente a habilidade (e eficiência) do corpo enquanto se ajusta durante os movimentos.

Ficou curioso? Então veja o vídeo abaixo: