Escalada no Jogos Olímpicos Tóquio 2020

escalada-nas-olimpiadas-de-toquio-2020-paredeSurfe, skate, beisebol, escalada e caratê farão parte do programa olímpico nos Jogos de Tóquio 2020. A inclusão dos cinco esportes foi confirmada por unanimidade pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), durante o congresso da entidade no Rio de Janeiro, dia 03 de agosto de 2016.

A inclusão dos cinco esportes faz parte do pacote de reformas iniciadas pelo presidente do COI, Thomas Bach, em dezembro de 2014. A ideia é que os anfitriões dos Jogos tenham a chance de trazer ao ambiente olímpico esportes que sejam mais populares em seus países, com intenção de aumentar a audiência e atrair potenciais patrocinadores. Porém, a decisão de incluir um ou outro esporte vale apenas para a edição da Olimpíada em questão, não havendo garantia de presença na edição seguinte.

De acordo com o Comitê Tóquio 2020, a inclusão dos novos esportes resultará no acréscimo de mais de 400 atletas em 18 disputas por medalhas nos Jogos Olímpicos. Quando o processo de inclusão de outras modalidades foi aberto, mais de 200 se inscreveram.

escalada-nas-olimpiadas-de-toquio-2020-capaSobre o quinteto escolhido

Nada menos que 26 esportes manifestaram o desejo de participar do programa olímpico em Tóquio e fizeram parte de um processo seletivo que levou em conta não apenas a missão do COI de rejuvenescer a audiência da Olimpíada, mas também os interesses comerciais dos anfitriões japoneses.

O skate, o surfe e a escalada artificial são modalidades ligadas ao público mais jovem, e os dois primeiros são a ponta de lança da indústria dos esportes radicais. O caratê é uma arte marcial inventada no Japão e o beisebol, apesar de um esporte tipicamente americano, tem popularidade absurda no país asiático.

O comitê organizador de Tóquio 2020 aproveitou-se de uma nova regra que permite às cidades-sedes proporem a inclusão de esportes em sua própria competição. Com a exceção do beisebol, que esteve no programa olímpico até 2008, os esportes serão estreantes.

escalada-proposta-olimpica-toquio-2020A competição de Escalada

Inspirada pelo formato adotado no levantamento olímpico (que leva em consideração mais de uma habilidade para premiação) a proposta da Federação Internacional de Escalada Esportiva (IFSC) para o Comitê Olímpico Internacional contempla uma só premiação.

Os atletas serão combinados em três disciplinas, que atualmente já fazem parte da Copa do Mundo e do Campeonato Mundial, mas são realizadas separadamente:

  • Escalada de Dificuldade (Vias guiadas)
  • Escalada de Boulder
  • Escalada de Velocidade

Em outras palavras significa que os escaladores deverão necessariamente participar de cada uma das disciplinas e somar pontos para um ranking. O melhor colocado nesta competição será premiado como o campeão.

O formato de ranking global é utilizado nos dois campeonatos utilizados pelo IFSC, porém agora cada atleta deve pontuar em outra disciplina.

Haverá somente um pódio (1º, 2º e 3º lugar) para categoria masculina e outro para a feminina.

Fontes: Site Globo Esporte/ BBC News / Blog Escalada

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s