Cuidados ao usar fones de ouvido

Cuidados no uso de fones de ouvido - capaOs perigos para danos a audição só crescem junto com a crescente venda de smartphones e de tocadores de música (MP3). Cerca de 360 milhões de pessoas ao redor do mundo apresentam sintomas de uma audição prejudicada. Esse problema torna-se mais frequente em países desenvolvidos e também nos em desenvolvimento, pois essas economias facilitam o acesso aos aparelhos.

Recente estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 1,1 bilhão de pessoas entre 12 e 35 anos usam aparelhos sonoros em “volumes inseguros”, criando um risco permanente de perder a audição

Ensaios clínicos realizados em 2014, pelo Instituto Nacional de Surdez e Outros Distúrbios de Comunicação (NIDCD), nos Estados Unidos, não devemos ficar expostos a qualquer ruído que esteja acima de 85 decibéis por mais de oito horas. Um MP3 player, por exemplo, em seu volume mais alto, pode chegar a 105 decibéis.

Faça exames de audiometria regularmente

Faça exames de audiometria regularmente

Adolescentes e o som alto

Pesquisa feita em 2014 entre estudantes de dois colégios particulares da cidade de São Paulo mostrou que quase 80% dos jovens (entre 14 e 18 anos) ouvem música em volume superior ao limite considerado seguro.

Realizado pela Proteste e Sociedade Brasileira de Otologia (SBO), o levantamento mediu o volume do som escutado por 68 estudantes dos Colégios Marista Arquidiocesano e Dante Alighieri e verificou que 79,4% dos alunos ouviam música em volume superior a 85 decibéis, limite para evitar lesões auditivas.

O volume médio aferido pelos pesquisadores foi de 92 decibéis, que pode ser comparado, por exemplo, a uma batedeira. O volume máximo encontrado no caso de um dos estudantes foi de 109 decibéis, índice superior ao ruído feito por uma furadeira.

“A perda auditiva, em menor ou maior grau, acontece a partir dos 50 anos, com o envelhecimento. O que vai acontecer com esses jovens é que poderão ter perdas mais severas ou precoces” – disse Paulo Roberto Lazarini, médico otorrinolaringologista e presidente da SBO.

Segundo o estudo, 64% dos estudantes pesquisados ouvem música no fone de ouvido por um período superior a duas horas diárias. “No intervalo de 90 a 100 decibéis, índice médio que foi medido entre os estudantes, o tempo máximo de exposição não deve ultrapassar a duas horas”, disse Lazarini.

Evite exposição excessiva

Evite exposição excessiva

Veja algumas dicas para evitar prejuízos à audição:

Headphones e fones de ouvido – os fones que serão usados nos smartphones devem caber corretamente e de modo confortável ao ouvido. É importante testar alguns modelos antes de começar a usar. Uma boa opção de fones de ouvido são os earbuds (com ponta). Quando o assunto é headphone, o ideal é que seja um modelo que cubra o ouvido e bloqueie completamente o som.

Descanso aos ouvidos – A OMS indica que as pessoas não devem ficar expostas a 80 decibéis por mais de 60 minutos. Esse volume é equivalente ao som de um trânsito . O ideal é que a pessoa escute apenas uma hora por dia de música.

Abaixe o som do smartphone – Desde 2013, os smartphones da Europa colocaram um limite sobre o alto volume, quando arrisca passar de 85 decibéis. Já os smartphones dos Estados Unidos e Brasil possuem apenas com alerta sobre quando a pessoa excede os volumes.

Use protetores de ouvido – Mesmo quando a pessoa não está ouvindo música, ela está exposta ao som. O ideal é usar protetores de ouvido para evitar uma longa exposição a poluição sonora. Mas lembre-se, nunca coloque o protetor profundamente no ouvido, isso pode causar problemas de saúde.

Faça testes de audição – Sentiu zunidos ou perdas de audição repentinas (mesmo  por curtos períodos), faça exames periódicos. Para adultos, o ideal é fazê-lo a cada 5 ou 10 anos.

Fique no silêncio – Todos os ruídos ao redor do mundo acabam prejudicando não apenas nossa audição, mas também o coração. A University of British Columbia descobriu que aqueles que trabalham em ambientes ruidosos sofreram duas a três vezes os problemas cardíacos. Da mesma forma, é ruim para o cérebro. Estudos mostram que o ruído impede o aprendizado, memória e concentrações. Aposte em fones e protetores de ouvidos

 

Fontes: Sites Terra e Game Vício

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s