Dicas para Yoga em casa

Yoga em casa - capaSe você já faz aulas de Yoga, saiba que ela pode acompanhar você onde for. O ideal é ajustar uma continuidade (se possível diária) da prática fora do ambiente de academias e estúdios. Isso poderá trazer mais evolução para cada postura e melhorar a sensação de bem estar do corpo e mente.

Busque junto ao seu professor (orientador) de Yoga como acrescentar esse complemento de exercícios e meditação ao ritmo das aulas que você já faz normalmente. Com ciclos básicos e de curta duração você pode encaixar um tempo na sua rotina diária para melhorar alongamento e equilíbrio. Comece com o básico (“Saudação ao Sol” por exemplo), algo que esteja alinhado com o que já sabe fazer.

Lembre-se: a ideia é complementar suas aulas, então não se apresse e nem tente posturas complexas que exigem a supervisão de um professor

Com alguns ajustes você pode achar um espaço para sua prática em casa

Com alguns ajustes você pode achar um espaço para sua prática em casa

Então vamos lá, afaste móveis e reserve um espaço para dedicar atenção a você e seu corpo. Veja as dez dicas para garantir que esses momentos ganhem espaço na sua agenda:

1- Não tenha expectativas – a maioria das vezes não conseguimos iniciar uma prática em casa pois a idealizamos demais. Imaginamos que devemos praticar por 1 hora para obtermos resultados, executar com perfeição as técnicas ou repetir exatamente a aula que aprendemos com instrutores. Devemos iniciar com o tempo que for possível e com as técnicas que dominamos, sejam “básicas” ou “avançadas”. Yoga é um caminho, é dia após dia.

2- Proponha-se a Meditar – reserve um tempo para se distanciar do mental viciado, compulsivo por pensamentos e condicionado. Busque uma pausa para afastar-se do furacão que nos mantem adormecidos. Comece nem que seja com 1 minuto ao dia. Após alguns dias, passe para 5 minutos e vá aumentando conforme você sinta que será possível manter. Determine local e hora do dia. Crie um ritual para tal.

3- Defina melhor horário e tempo real disponível – período/ horário do dia, quantas vezes por semana, dias da semana e tempo disponível pra prática. Mas seja flexível, pois nem sempre é possível manter a mesma rotina. Prepare-se para outras possibilidades como viagens, compromissos inadiáveis, etc.

4- Escolha um espaço – um canto da casa, mesmo aquele que você tenha que arrastar um móvel para abrir um espaço suficiente para um mat, mas que seja sempre o mesmo, facilita para ter disciplina.

5- É interessante adquirir um mat  além de amortecer seu corpo contra o  solo, funciona como um ambiente móvel para praticar em parques, viagens, praia.

6- Inicie com asanas mais simples – Ajuda a dominar a técnica de forma gradual e garante o avanço sem risco de causar lesões ou mesmo desanimo pela deficiência em execuções mais complexas.

7- Tenha sequências da prática pronta e treine por algumas semanas antes de iniciar nova sequência.

8- Determine um tempo para cada Asana.

9- Pense em praticar um tipo de pranayama especifico por mês – sinta os efeitos, interiorize a técnica e perceba qual pranayama você prefere.

10- É melhor uma prática simples mas que seja constante– constância é fundamental para trilhar o caminho do Yoga (uma filosofia de vida prática não se avança somente com teorias).

Namastê.

Um bom investimento pode ser dois "tatames" (1m x 1m)

Um bom investimento: dois “tatames” (1m x 1m)

 

Dicas de Jakeline Mejorado – site Yoga na prática

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s